avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Paul do Boquilobo
Este paul, um dos mais importantes do país, destaca-se
pelas suas populações nidificantes de ardeídeos e por
albergar importantes populações de patos no Inverno.
Apesar de contar com a presença de um grande número
de aves durante a maior parte do ano, as aves
refugiam-se mairitarioamente em zonas inacessíveis ao
visitante, o que torna bastante difícil a observação de
aves aquáticas neste local. Durante o Verão e o início do
Outono o paul encontra-se quase seco.
Melhor época: Inverno e Primavera

Distrito: Santarém
Concelhos: Golegã e Torres Novas
Onde fica: No Ribatejo, cerca de 5 km a sul de Torres Novas. O acesso a Torres Novas é feito pela auto-
estrada A1 até ao km 95 e depois pela A23 até ao km 8. A partir daqui deve tomar-se a EN 243 na direcção
da Golegã. Ao chegar a Riachos, entrar na vila e procurar as setas que indicam “reserva natural”. São cerca
de 4 km até à sede da reserva, onde é possível estacionar.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
O rio Almonda é a principal linha de água do paul do Boquilobo
No Braço do Cortiço existe um abrigo de madeira que permite observar as aves aquáticas
Visita:
É feita essencialmente a pé, ao longo da orla ocidental do paul. Junto à sede da reserva existe um painel
com um mapa no qual se assinala o percurso proposto.
Este percurso segue ao longo do rio Almonda, junto às galeiras ripícolas. Dado que não é possível aceder
às zonas frequentadas pelas aves aquáticas, por se situarem dentro da reserva integral, o percurso permite
observar sobretudo passeriformes e outras aves terrestres. Destacam-se, pela sua relativa abundância, o
chapim-rabilongo, o rouxinol-bravo e, no Inverno, o pisco-de-peito-ruivo. Algumas espécies menos comuns
que aqui ocorrem incluem o
bico-grossudo e o pica-pau-malhado-pequeno. Nas zonas envolventes é
habitual verem-se algumas aves de rapina, entre as quais o ubíquo
bútio-comum, o peneireiro-cinzento e o
milhafre-preto. As águias-pesqueiras ocorrem no paul durante o Inverno.

Na extremidade sul do paul existe um local chamado
Braço do Cortiço. Este é o único local da reserva onde
foram criadas condições para a observação de aves aquáticas por parte dos visitantes. Para o efeito existe
aqui um abrigo de observação. Infelizmente, o abrigo encontra-se virado a sul, o que torna difícil a
observação das aves em boas condições de luz, excepto se o céu estiver nublado. Entre as espécies que
aqui podem ser vistas refiram-se o
garçote e a garça-vermelha (na Primavera) e diversas espécies de patos
(no Inverno).
Junto à sede da reserva podem por vezes ser vistos bandos de
estorninhos-pretos, aos quais se juntam, no
Inverno, alguns
estorninhos-malhados.
O paul do Boquilobo
é um
Sítio Ramsar.

Para saber mais
clique
aqui.
O paul do Boquilobo
é uma
ZPE (Zona
de Protecção
Especial para a
Avifauna)
.

Para saber mais
clique
aqui.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Novidade!

Guia Prático de
Observação de Aves
no Distrito de Santarém

obtenha gratuitamente aqui