avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Ria de Aveiro
Situada em frente à cidade com o mesmo nome, a ria de
Aveiro é a maior zona húmida na metade norte do territorio,
sendo por isso um local privilegiado para observar aves
aquáticas.
Visita:
Um dos principais pontos de interesse sao os complexos de marinhas (salinas), que atraem uma grande
diversidade de aves aquáticas, nomeadamente limícolas, garças, corvos-marinhos e mergulhões.
Os complexos mais acessíveis são:
- a
marinha da Troncalhada, situada junto ao nó da A25, onde fica o Ecomuseu do Sal
- a
marinha de São Roque, que fica junto ao canal com o mesmo nome, a noroeste da cidade
- a
marinha de Santiago da Fonte, junto à Universidade
O interesse destes locais varia consoante a época do ano e a hora do dia, sendo que tipicamente as
melhores épocas são o Outono e o Inverno e a melhor altura do dia é durante a preia-mar.

Para norte de Aveiro fica a zona da Murtosa, que forma uma pequena península no interior da ria. É possivel
percorrer a orla dessa península a partir do
Cais do Bico, seguindo para noroeste em direcção à Ponte da
Varela. Este percurso oferece boas vistas sobre a ria e, durante a maré baixa, e possível observar diversas
especies de aves aquaticas. O
flamingo é regular nesta zona.
Melhor época: todo o ano

Distrito: Aveiro
Concelhos: Aveiro, Ílhavo, Murtosa
Onde fica: Junto à cidade de Aveiro. O acesso é feito directamente a partir da cidade ou então usando a
N109-5 que liga Estarreja à Murtosa.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
As marinhas junto à cidade são frequentadas por diversas espécies de limícolas
Um percurso pelo molhe sul permite observar a rola-do-mar e, com sorte, o pilrito-escuro.
A zona da Barra também merece uma visita, pois aqui existe a possibilidade de observar algumas espécies
que frequentam o ambiente marinho. Destacam-se o
borrelho-de-coleira-interrompida (na praia), a
rola-do-mar e o raro pilrito-escuro. Estas espécies podem ser observadas a partir do molhe sul, que protege
a entrada da ria. O
pato-preto, que frequenta habitualmente o mar aberto, pode por vezes ser visto aqui.
Para visitar este local, deve seguir-se a A25 em direcção a oeste até chegar à Praia da Barra. A partir daqui
prossegue-se a pé pelo molhe.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites