avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Ribeira de Moinhos
Perto de Sines, a foz da ribeira de Moinhos forma uma pequena
lagoa; esta zona húmida é uma das menos conhecidas do litoral
português; contudo, a ampla vegetação emergente faz deste local
um refúgio interessante para aves aquáticas.
Visita:
A visita é feita ao longo da margem norte da lagoa. Na parte mais ocidental o percurso desenrola-se numa
cota muito baixa, sendo difícil observar a água devido à presença do caniçal. Contudo, fazendo pequenas
paragens para escuta é possível ouvir a
galinha-d’água e o rouxinol-bravo.

À medida que se aproxima da praia, o caminho ganha em altitude, o que permite obter melhores
perspectivas da lagoa. O melhor ponto de observação fica justamente no final do caminho, sendo então
possível observar a lagoa e a praia.

Na lagoa é frequente ver-se a
garça-branca-pequena, a garça-real, o corvo-marinho-de-faces-brancas e,
ocasionalmente, o
tartaranhão-ruivo-dos-pauis e o garajau-comum.

Na praia é habitual ver-se grandes bandos de gaivotas em repouso, enquanto que no mar os
gansos-
patolas podem ser vistos a pescar, por vezes a pequena distância.
Melhor época: todo o ano

Distrito: Setúbal
Concelho: Sines
Onde fica: na costa alentejana, cerca de 2 km a norte de Sines e 10 km a sul da lagoa de Santo André.
O melhor acesso é a partir da rotunda situada no extremo norte de Sines, seguindo-se as indicações para
“R. Moinhos”. A estrada encontra-se asfaltada nos primeiros dois quilómetros, mas depois de passar um
pequeno café, é necessário prosseguir por um caminho de areia (transitável) que segue para oeste. A lagoa
surge do lado esquerdo, por entre os caniços.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
Vista parcial da lagoa junto à foz da ribeira de Moinhos
A parte oriental da lagoa é envolta por denso caniçal
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites