avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Barca d'Alva
Situada junto ao Rio Douro, na passagem da Beira Alta
para Trás-os-Montes, a pequena localidade de Barca d’
Alva constitui um local de excelência para observação de
aves.
A sua localização nortenha, associada ao facto de
possuir um clima mediterrânico permite que aqui se
juntem espécies do sul e do norte do território.
Visita:
A visita começa precisamente em Barca d’Alva. Na localidade e nas suas imediações podem ver-se a rola-
turca, o abelharuco, a pega-azul e o rabirruivo-preto. A ponte sobre o Rio Douro alberga uma importante
colónia de
andorinha-dos-beirais, enquanto que junto à velha estação ferroviária ocorre habitualmente a
andorinha-dáurica. Mas um dos grandes atractivos da zona de Barca d’Alva são as grandes aves
planadoras, principalmente abutres, sendo habitual observar-se o
grifo e o abutre do Egipto.
Nas noites de Primavera, é bastante fácil ouvir e ver o
mocho-pequeno-d'orelhas, geralmente no centro da
localidade ou logo à saída, na estrada para sul.
Para continuar a exploração da zona, pode atravessar-se o Douro e prosseguir pela estrada nacional 221,
em direcção a Freixo de Espada à Cinta. Ao fim de 4 km vira-se à esquerda e entra-se então no vale da
Ribeira do Mosteiro. Este singular vale é um recanto muito curioso, com múltiplos afloramentos rochosos,
que conferem à paisagem um aspecto quase lunar. Este vale é um dos poucos locais em Portugal onde é
relativamente fácil observar o raro
chasco-preto. Outras espécies habitualmente presentes na zona incluem
diversos passeriformes característicos de zonas rupícolas, como a
andorinha-das-rochas, a andorinha-
dáurica, o rabirruivo-preto, o melro-azul e a cia. Também e possivel encontrar aqui o rouxinol-bravo, o papa-
figos e a escrevedeira-de-garganta-preta.
Alguns quilómetros para sul de Barca d'Alva situa-se o miradouro do
Alto da Santinha. Este local, que
oferece vistas amplas para norte e para leste, é um bom local de observação de rapinas. Entre as espécies
que aqui já foram observadas, são de referir o
abutre do Egipto, a águia-cobreira e a águia-real.
Aspecto do vale da Ribeira do Mosteiro
Os afloramentos rochosos da Ribeira do Mosteiro são um bom local para observar o raro chasco-preto
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Melhor época: Primavera

Distritos: Bragança e Guarda
Concelhos: Figueira de Castelo Rodrigo e Freixo de Espada à Cinta
Onde fica: no extremo nordeste do distrito da Guarda, junto à fronteira espanhola. Para quem vem de Lisboa
ou do Porto, deve seguir-se pela Guarda e depois pela A25 até ao nó de Pínzio, seguindo depois por
Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo e, por fim, pela N221 até Barca d’Alva.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
Novidade!

Guia Prático de Observação
de Aves no Distrito da Guarda

obtenha gratuitamente aqui