avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Toutinegra-de-barrete-preto
Sylvia atricapilla
O canto melodioso da toutinegra-de-barrete-preto é um dos sons mais
característicos dos parques e jardins urbanos.
Onde observar

Prefere galerias rípicolas, florestas mistas frondosas e parques e jardins urbanos. Nestes últimos
habitats é relativamente fácil de detectar.

Entre Douro e Minhocomum em toda a região, é fácil de encontrar no estuário do Minho,
nas lagoas de Bertiandos, na serra da Peneda. e no Corno de Bico.

Trás-os-Montesdistribui-se pelas principais serras da região, como as do Gerês, do
Larouco, da Coroa e de Montesinho.

Litoral centro comum no Baixo Mondego e nos jardins urbanos de Coimbra, bem como na
ria de Aveiro e em Pombal. Ocorre igualmente junto à lagoa das Braças, no paul de Tornada  
e na serra de Aire.

Beira interioré mais comum na Beira Alta, onde pode ser encontrada facilmente na serra
da Estrela e na zona do Sabugal. Ocorre também junto à albufeira de Vilar. Na Beira Baixa
tem uma distribuição mais localizada e observa-se mais facilmente em zonas abrigadas, por
exemplo junto à albufeira da Marateca ou nas encostas arborizadas da serra da Gardunha.

Lisboa e vale do Tejo observa-se na maioria dos jardins de Lisboa. Também é comum na
serra de Sintra e no cabeço de Montachique. Outros locais onde ocorre habitualmente
incluem: para norte do Tejo, a cidade de Tomar e a serra de Montejunto; para sul do Tejo, a
Mata da Machada e a serra da Arrábida.

Alentejono norte da região é comum e pode ser vista facilmente em Castelo de Vide,
Montargil e Elvas. Na parte sul é mais escassa, ocorrendo sobretudo ao longo das ribeiras,
mas no Inverno é frequente nos olivais da zona de Moura.

Algarvena Primavera é comum em Monchique, ao passo que no Outono e no Inverno se
distribui também pela faixa costeira, ocorrendo por exemplo na ria de Alvor.
Identificação
Toutinegra com corpo acinzentado, mais escuro nas partes superiores. Como
característica mais saliente apresenta um barrete conspícuo, preto nos machos e
arruivado nas fêmeas, que permite ao observador identificar facilmente esta
espécie.

Abundância e calendário
Comum nalgumas regiões, particularmente na metade norte do território. Tal
como outras toutinegras, faz-se anunciar mais facilmente cantando, sendo mais
fácil de observar durante a época dos ninhos, que decorre entre Março e Julho.
Durante o Outono e o Inverno surge em grande número no sul do país, sendo
então particularmente abundante em olivais.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
.
Clique na seta para ouvir o canto da toutinegra-de-barrete-preto!
Estatuto de conservação em  
Portugal:

Pouco preocupante